terça-feira, 23 de março de 2010

Egito

As contradicoes da vida.
Na Turquia, organizada, civilizada, respeitosa, limpa, nao consegui abrir o blog e quando o fazia, aparecia em Turco..e ja tinha ate uns comentarios, que ficarao sem resposta. Nao pretendo aprender turco.
No Egito eh tudo diferente, a comecar pela chegada. O cara da alfandega que estava tao rigoroso com todos e por isso atrasando a fila, me mandou passar direto, liberando logo o passaporte.
Na Turquia me disseram que tiha cara de turco e aqui de egipcio (pra vender eh claro!).

Pois aqui o blog abriu. Em Aswan, cidade do sul do Egito onde fica o Templo de Philae, dedicado a Hathor (que pode ser a nossa querida sumeria Ishtar ou Innana, que os gregos chamavam de Artemis e os Romanos Venus e os Hebreus Astarte e por ai vai...) e Horus, o filho de Osiris e Isis, que tentou vingar a morte do pai pelo irmao Seth e acabou decapitando a mae.
Finalmente naquela epoca havia Thot (Hermes Trimegisto?) para consertar tudo.
Osiris foi ser rei na Vida depois da Morte. Horus, o Deus dos ceus ficou com o alto Egito e Seth, o invejoso e fratricida, com o baixo Egito e Isis ficou viuva mesmo. Deixa voltar pra terra.....

Claro que nao tinha ninguem esperando no aeroporto e foi a maior confusao ate chegar o motorista..Inshallah.

Algum ja viu o transito mais caotico no Brasil? Imagine o triplo no Cairo. Simplesmente nao existem semaforos...eh tudo na base da buzina e o carro maio tem prioridade.
Brigas de transito sao comuns mas parece que ninguem liga.
Cairo deveria se chamar Caos-ro...pessoas andando no meio da rua, muita sujeira, barulho, bagunca, abafado...e dai voce ve ao longe as piramides.
O coracao dispara, a respiracao diminui.

O predio do agente de turismo fica no meio de uma rua sem calcamento, o elevador nao funcionava e subimos de escada mesmo...com mala e tudo.

O trem saia para Aswan, e saiu, as 20:00hrs. Primeira classe. Sleeping train. Com Jantar e cafe da manha e Club Bar a bordo. Quer coisa melhor?
Soh que era um ~toco duro~ sacolejante, que ia parando pelo caminho, sem banho, sem papel (me avisaram pra levar o proprio) o Club bar era um lugar escuro, abafado e sem bebida alcoolica e pensei em me atirar da janela algumas vezes.
Quando dormi naquela caminha de bebe, tive pesadelos.
Sonhei sendo atacado por beduinos e camelos beicudos, orelhudos, tiros, pontapes....deppois analiso isso.

Chegue moido em Aswan.
Imaginava um trem de alta velocidade, confortavel, com boa comida, etc.
O jantar foi um pedaco de galinha (acho, porque tinha asa, encolhida, mas tinha) com arroz marrom amarelado, pao e um yogurte aguado que preferi nao arriscar. O garcom/maquinista/carregador de malas/porteiro/recepcionista sem um dente embaixo perguntou se eu queria cafe...claro, tudo o que vier a mais.
Na hora de retirar a bandeija: 4 pounds egipcios.
Cafe da manha: uma xicarazinha de cafe com pao e manteiga.
Foi um golpe. Mas so consegui me acalmar quando vi o bando de japoneses idosos que lotavam o trem e deviam ter esperado mesmo que .
Acho que vi um saindo em cadeira de rodas.

Aswan, com seu templo de Philae, o deus da luz...fa falei la emcima. Andamos pelo Nilo e visitemos o Jardim Botanico, doado pelo Rei Said a um desses almirantes ingleses delicados que andaram fazendo guerras por aqui.
O Frutinha transformou tudo em flores e arvores, etc. pra quem mora no BRasil que ainda tem plantas, meio sem graca.
O Hotel fica no meio do nada na beira do Nilo. Aconselharam em nao sair a rua...nem pelado.

O almoco ...prefiro nao contar.
Vou subir pra banho (desde a Turquia que nao vejo um chuveiro, func func!!!) recarregar as baterias (aqui o plug eh redondo, diferente dos nossos quadrados..vao ter que padronizar essa joca no mundo) e produrar nao dormir cedo, apesar do cansaco porque amanha saimos as 3 da manha para Abu Simbel e na volta embarcamos no Carnival para subir o Nilo, por Efuh, outras cidades ateh Luxor.
To pensando no trem de volta. acho que vou de Camelo.

Ja cancelei a Jordania.
Talvez ainda va a Israel, mas to com saudade das nossas baguncas. Pelo menos ja estava acostumado...
Vou contando.

Genaldo

10 comentários:

  1. O texto acima ta cheio de erros, mas vai ficar assim mesmo. L$ 20 (US$ 5 ou R$ 10) por meia hora de internet. Vao roubar outro. E as caixinhas obrigatorias entao. UM dos passeios de barco custou L$ 40, o guia mandou dar L$ 20 de caixinha ja viu isso?

    ResponderExcluir
  2. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    Caindo aqui de rirrrrrrrrrrrrrrrrrr...
    Tadinho do meu amigo!
    G, olhe tudo isso pelo lado positivo...
    Adversidades servem para valorizarmos as coisas mais banais que estão ao nosso redor e teimamos em não enxergá-las...
    Como disse no torpedo,depois de tanto sacolejo no trem, certamente quando vc voltar o seu colchão será o melhor do mundo e o frango assado da padaria, terá gosto de faisão! Rsrs
    Você está fazendo a viagem dos seus sonhos e isso é o que importa!
    O melhor, é que vc como sempre, dá um banho de cultura em todos nós.
    Bj
    H

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Ô, GG!

    Tenho vontade de ir à Jerusalém e só! Sei que o Egito e adjacências é uma porcaria completa. Jesus fugiu pra lá e depois voltou pra enfrentar as feras. Era melhor que ficar lá. Porém vc deve ter resolvido expiar os seus pecados e isto é um problema seu... sair daqui para sofrer é coisa de pisicanalista em busca de resposta, não sei do que lá, nas pirâmides. Já que comprou o pacote, meu irmão, segura a onda aí e procure aproveitar bem os seus sofrimentos nessas bandas. Ah sim, não esqueça de visitar o nosso amigo Kadafi ai no Libano. Chegando à Turquia, tenha cuidado para não infrigir nenhuma lei. É bom não esquecer do "trem da meia noite". O que vc deve fazer mesmo é aproveitar essa experiência maravilhosa e depois dar uma passada no muro das lamentações e perguntar a Cristo se já merece o perdão Dele depois dessa odisséia pelas terras santas... Ou seria malditas??

    Beijos

    Djalma

    ResponderExcluir
  5. Gê!
    Impossivel ler seu relato e não dá boas risadas. Vc consegue transmitir esse humor mesmo dentro da adversidade. Creio que mesmo assim deve estar se divertindo... Talvez não seja a viagem imaginada, mas com certeza vc fará bom proveito.

    Bjo

    Inês

    ResponderExcluir
  6. Seu menino, tô com dó de vc não pois, eu faria tudo isso, mesmo sabendo de todos os transtornos, que, com certeza, devem estar amenizados com seu humor.
    Deleite-se que aventura é assim mesmo ou não tem graça, ficam poucos registros, poucos "causos" de rir para contar e divertir a turma.
    Faça seu mergulho na História, esta, só, fica muito séria.Absorva o lado bom e, em baixo do chuveiro, quando achar um, lave o corpo e a alma e diga: puta que pariu eu tô no Egito, aquilo logo ali são as pirâmides, como disse "o coração dispara a respiração diminue"isso não tem preço ( o credcard ajuda), tô realizando um sonho, o resto é fichinha. Já ouviu o ditado de que quem quer conforto senta num pudim? Pois é, relaxe e na volta quando o trem sacolejar devanei que alivia.
    Aproveite tudo, o bom e o ruim, os dois tem seus propósitos, lembre-se nem tudo é festa e nem tudo é luto. Vamos combinar que tá curtindo de monte e vai voltar radiante e de peito estufado com sabor de sonho realizado.
    As intercorrências? Só detalhes, nada mais!
    Beijos grandes como os camelos que irá montar!
    Verinha

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Ge, que barato.
    O que mais gosto no oriente é a mudança de parâmetros.
    Meio choque, surpresa, assombro, indignação e depois aceitação - esta última tive que praticar muito..
    Tem uma admiração incontida enorme, também, não é? Fico assombrada e extasiada. E levo papel..rs
    Você estava pelas pirâmides quando apagaram as luzes lá? um manifesto ecológico mundial. beijo e sonhos confortáveis com colchões macios e lençóis cheirosos.

    ResponderExcluir